domingo, 28 de agosto de 2011

Posições de UFC


- Ô Katia, você não percebe que...
- Ai, Regina, eles só vão ao cinema juntos. E o que é que tem?
- Você tem forte tendência à ingenuidade cega, menina. Já te disseram isso?
- Não, isso não... já me disseram que sou burra.
- Quase a mesma coisa, né Kátia?
- Regina, uma vez me disseram que o Laércio tava namorando uma garota do escritório. Uma calúnia absurda. Nem comentei com ele porque ele fica muito nervoso quando falo disso, quando duvido da fidelidade dele.
- E o que você fez?
- Nada. Ignoro essas fofocas. Ele é um homem de bons relacionamentos e muito simpático com os amigos que tem.
- E daí, Regina? Bem se vê. Um homem casado levando amiga no cinema.
- Você tá duvidando do meu marido, Regina?
- Não, Kátia, não tenho do que duvidar. Eu só consigo acreditar.
- Por isso que você está solteirona, Regina, é muito possessiva com os homens.
- Não aceito safadeza, Kátia, só isso.
- E você acha que homem que estiver com você não vai ter amigas por aí.
- Amigas por aí é uma coisa, levá-las ao cinema é outra.
- Mas o Laércio traz as meninas até aqui em casa! O que tem demais?
- Traz aqui?
- Sim, a última, uma garota muito simpática, dormiu aqui. Foi nesse fim de semana. Só foi embora hoje depois do almoço.
- E você?
- Sabe, dessa eu até desconfiei... acordei uma hora no meio da madrugada e o Laércio não estava na cama. Fui de mansinho e vi os dois atracados no chão da sala!
- Eu não disse, Kátia?
- Não era nada disso, Regina. Eu levei um baita susto e acendi a luz.
- E o que ele te disse?
- Ué, que estavam assistindo e brincando do tal UFC!


Samantha Abreu
foto de ellen von unwerth

2 comentários:

disse...

Hahahahahaha. Como não li esse texto antes??? O marido antenado, usa UFC como desculpa, afinal, tá na moda. O pior é saber que existem pessoas assim, dos dois lados. Tava com saudade da tua prosa, moça,

José Edward Guedes disse...

Impecável a sua narrativa, concisa, objetivo, na pinta. Pena eu não saber o que é UFC. Em todo caso, foi muito legal ler você.