terça-feira, 21 de abril de 2009

Câmbio Negro

foto de ellen von unwerth
.
Foi tudo por dinheiro. Meu Deus, o que a gente não faz por dinheiro?
Já fiz de tudo nessa vida, nunca fui mulher de negar serviço. Já fui faxineira, secretária, manicura e nunca me envergonhei de nada não. Mas dessa vez foi demais. O moço chegou e disse que eu tinha o tal perfil: rosto marcado de mulher sofrida e guerreira. E eu ia ter cara de quê com essa desgraça de vida? Ficou olhando pra mim por mais de meia hora, de cima abaixo, analisando e pensando no que faria comigo. E eu sem saber do que se tratava. Mas ele foi esperto, falou logo de valores antes de tarefas.
E eu aqui, nessa miséria, matando um leão por dia pra dar de comer a esses meninos, vou lá negar dinheiro? Era mais do que eu ganhava em quase um ano! Enquanto ele falava, eu já pensava na reforma aqui de casa, um puxadinho no fundo, uma área de serviço... eu nem prestava devida atenção às explicações do moço. Concordei, fosse o que fosse.
Soube, depois, que era coisa de artista, peça de teatro, algo assim. Quando fui aos ensaios, tinha até a tal da Maria Bethânia. O lugar era tão grande que tremi de medo de assombração. Ela cantava: ‘quem me pariu foi o ventre de um navio, quem me ouviu foi o vento vazio...’. Lembrei de tanta coisa enquanto aquela voz fazia eco, que sentia calafrios de tristeza e melancolia. Aí, o moço me explicou que eu seria uma negra trazida em um navio negreiro. Mas, gente, eu nunca andei de navio! Fingi que entendia enquanto ele falava de cenas, de atos e de milhões de coisas que eu jamais tinha ouvido. Minha vontade era de sair correndo de lá.
O negócio é que eu seria uma negra transportada em um navio, que optaria pela alegria do samba e da alfabetização. Tinha uma parte em que eu tinha que cantar assim: ‘Vou aprender a ler, pra ensinar meus camaradas... ’.
Ah, quer saber, larguei tudo e fui embora. Como é que é? Eu ia ter que fingir a alegria de uma negra dentro de um navio negreiro? Isso já era demais. Sei bem tudo o que minha raça sofreu. Agüentar fingimento enquanto um mundarel de gente me assistia com cara de encanto pela desgraça dos outros? Era isso que ele queria que fizesse: mostrasse a alegria de ser desgraçada na vida.
Já representei quase tudo na vida, mas com hipocrisia não!
E, pior ainda, eu ia ter que tirar a roupa.
Ah moço, a única roupa que tiro é a do varal!
.
.
Samantha Abreu

11 comentários:

Vampira Dea disse...

Oi, tu tá cheia de razão, pensam o que?É isso aí menina.

Flávia Batista disse...

Uau!!!
Texto sensacional!!!!
muito bom mesmo!!!
bjosss

Daniel disse...

Acredito que todo ser humano, por pior vida que tenha tido, não deve perder o direito de viver com moral e ética, e nesse momento o dinheiro era menos valorozo do esses seus valores.
Gostei do que li!
Daniel

Mandy disse...

Nossa, texto muito bom.
Fico ansiosa pelas postagens..
parabéns^^

Mulher Objeto disse...

hahahah sensacional amei o texto, genial!

Su disse...

Pôxa, maravilha de texto, vou voltar aqui sempre!

Solin disse...

ela foi sensata!

Fernando R. Silva disse...

Putz, muito bom esse, hein, Samanthinha! Que mensagem do caralho!

"Aguentar fingimento enquanto um mundarel de gente me assistia com cara de encanto pela desgraça dos outros?"

Parabéns, Samanthinha, parabéns!

盧廣仲vicent disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,a片,AV女優,聊天室,情色

FabianyDantas_ disse...

carak , o bloog de vcs é demaiiiiis , eu AMEIIII , cooncerteza da pra mim .
seguindo aqui vcs .
bjão e parabéns '

somebody disse...

酒店經紀人,菲梵酒店經紀,酒店經紀,禮服酒店上班,酒店小姐,便服酒店經紀,酒店打工,酒店寒假打工,酒店經紀,酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工經紀,制服酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工,酒店經紀,制服酒店經紀,酒店經紀
,